Home Page > Dicas Veterinárias > Ruptura de ligamento cruzado cranial em cães

Ruptura de ligamento cruzado cranial em cães


As afecções ortopé dicas nos cães são cada vez mais recorrentes na rotina veterinária, graças ao contato cada vez mais próximo dos nossos bichos conosco dentro de nossas casas, os novos hábitos (nem sempre desejáveis, mas decorrentes de uma rotina corrida ou tratamento diferenciado dos animais) e destacadamente devido ás próprias raças e conformações características.

fisioanimal

S?o marcantes as consequ?ncias desses incidentes: primeiro e mais importante pela dor associada a uma lesão ortopé dica; discute-se muito hoje em dia sobre a dor como fator determinante no desgaste da qualidade de vida de humanos e também animais. Concomitantemente, instala-se um processo geral de prejuízos, comportando-se como uma cascata que aflige não só ao membro acometido, mas também ao organismo. Tratam-se desde inflamação, inchaço, manqueira até a instabilidade articular, reflexos musculares e vertebrais que elevam muitas vezes ás predisposições áse les?es degenerativas.

Uma das afecções mais vistas e mais estudadas é a ruptura do ligamento cruzado cranial. Pode acontecer em virtude de traumas ou até mesmo fadiga progressiva das estruturas do joelho (KIM et al., 2008) . A manifestação mais comum é uma manqueira súbita, que pode ser subsequente a um trauma e pode vir acompanhada ou não de vocalização (grito). Pode-se definir se houve lesão total ou parcial pela característica desta claudicação, permanente ou intermitente. Pode-se observar também inchaço do joelho. Animais com sobrepeso, que pulam muito, raças grandes ou que já tenham sofrido lesão em um dos joelhos est?o na lista de maior risco (no último caso, por conta da sobrecarga, é maior a chance de se romper o contralateral) (BARCHAS, 2008). Caso não seja tratado apropriadamente, uma lesão parcial pode levar a uma total e ent?o les?es de menisco e maior chance de degeneração articular, levando á artros grande comprometimento da regi?o.

Tratamentofisioanimal

existem várias técnicas usadas para a correção cirúrgica da ruptura do ligamento cruzado cranial como abordagens intraarticulares substituição artroscópica do ligamento (MUZZI et al. 2009) ou utilização de implantes biológicos ou sintéticos (OLIVEIRA et al., 2003)n ; xtraarticulares ancoragem, osteotomias corretivas (CTWO, TPLO, TTA, PTIO)(KIM et al., 2008), dependendo do caso, raça, peso do cão e outros fatores. O tratamento medicamentoso visando o controle da inflamação e dor também é preconizado.

A fisioterapia é indicada após a cirurgia, atuando na atrofia muscular, edema, controle da dor e promovendo resist?ncia das estruturas do joelho, ajudando o cão a apoiar o membro o quanto antes. Dentro do protocolo fisioterapêutico são utilizados recursos como a crioterapia letroterapia em grupos musculares específicos (MUZZI et al., 2009). Outras modalidades, como a massagem, hidroterapia e alongamento podem ser associadas (SOUZA et al., 2006). Com a progressão da reabilitação evolução do paciente, são agregados ao protocolo a cinesioterapia passiva e ativa (movimentação da articulação afetada) e o estímulo do uso do membro (apoio), além de exercícios, que deve ser feitos pelo profissional fisioterapeuta veterinário ou com a sua orientação.

Portanto, as les?es ortopé dicas t?m sua importância em evid?ncia na medicina veterinária atual, principalmente nos estudos de reabilitação, e devem ser tratadas visando não somente o bem estar do paciente em quest?o da resolução do problema em si, mas também resguardando sua saúde, no que tangáprevenção de les?es degenerativas. A fisioterapia veterinária é uma ferramenta comprovadamente ficaz e pertinente, que abrang estas e muitas outras premissas do bem estar animal.



http://www.fisioanimal.com/2011/11/rlcccaes/

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletMeus Gatos

bulletNo voo da águia, uma viagem sem fim

bulletSerpente

bulletQue papo de jacare chander e flavinho

bulletÁgua da minha sede



Dicas Veterinárias:

bulletTreinamento básico de obediência

bulletDoença contração muscular (mioclonia) em cães

bulletDermatite pele ácaro em cães

bulletTele busca e tele entrega: mais valor para a gest?o do pet shop

bulletQual quantidade de água que o cão deve ingerir por dia?



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Rafael Claro Marques (CRMVSP 18.849) é médico veterinário e pósgraduado em Clínica Médica de Pequenos Animais dr.rafael@clinicapontegrande.com.br>

bullet Aquarium Lab http://aquariumlab.com.br>

bullet Marina Rodrigues http://adestradoradecaes.blogspot.com.br/>

bullet Jo?o Kleinerdr jo?o alfredo kleiner dvm, msc especialista em oftalmologia e clínica cirúrgica geral acvo ophthalmology course wisconsin, madison ? 1998 e-mail: docjak@vetweb.com.br>

bullet Carlos Almeida carlos henrique l n almeida
consultor da cobrap - confederação brasileira de criadores de pássaros
www.carduelis.bio.br
carduelis@carduelisbiobr>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletUma dupla quase perfeita

bulletNas montanhas dos gorilas

bulletPeixonauta

bulletAnimais unidos - jamais serão vencidos

bulletO cavalo de ferro (the iron horse)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletQuem e mais feliz: voce ou o seu cachorro?

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

bulletUm gato indiscreto e outros contos

bulletO homem que amava os cachorros

bulletFalando de passaros e gatos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos